Barcelona 4 x 0 Santos. Análise tática. Mundial de Clubes da Fifa

O Barcelona venceu o Santos por 4 a 0 pelo Mundial de Clubes da Fifa e tornou-se bicampeão mundial. O esquema tático do Santos foi o 3-5-2. O esquema tático do Barcelona foi o 3-5-2, variando para o 3-6-1 e 3-4-3.

O Barcelona deu um baile no Santos e levou título mundial de clubes com facilidade. Pelo lado do Barcelona, Guardiola inovou novamente diante dos problemas físicos de seus atacantes. Com Villa e Sanchez machucados, Guardiola não fez o óbvio, que seria colocar Iniesta como meia-atacante pela esquerda. Ele colocou Thiago Alcântara como atacante pela esquerda. A versatilidade dos jogadores do Barcelona permite esse tipo de variação. Mas não só. Guardiola também foi ousado.



O Santos, por sua vez, fez uma partida de time pequeno contra o Barcelona. Nem perdendo de 3 a 0 no primeiro tempo, Muricy não abriu mão do terceiro zagueiro. Muricy só é grande no Brasil porque os treinadores nativos são, na média, abaixo da média, com perdão da redundância. Tem que estar muito, mas muito por fora do futebol mundial para não perceber que colocar mais zagueiros contra o Barcelona não funciona.



O time do Barcelona joga com os atletas vindo de trás, tocando a bola e penetrando na área adversária. Se Muricy queria retrancar o time, deveria ter colocado mais meias/volantes. Não resolveria — porque a chave do jogo contra o Barcelona não é essa —, mas seria mais eficiente. Como disse o @eduardojr_EF no Twitter: "Três zagueiros pra marcar um time sem centro-avantes é demais pra minha cabeça..."

Quem quiser ver a análise que fiz dos pontos fracos do Barcelona, pode ler esse post que fiz como prévia para o jogo. No mais, estou preparando um livro sobre o sistema de jogo do Barcelona. Em breve darei mais notícias e detalhes.

O Santos teria poucas chances contra o Barcelona. Isso todo mundo sabia. Mas o Santos fez um jogo vergonhoso. O Santos teve 29% de posse de bola contra 71% do Barcelona. Ou seja, não jogou, como bem observou o @mauricio_cia. O Robert (@Santapelota) também fez uma observação pertinente: "Cinco meses para preparar. Mal Muricy, mal mesmo". Para se ter uma ideia, o Al Sadd teve 29% de posse de bola contra o Barcelona, o Bate Borisov teve 30% e o Viktoria Plzeň teve 29%.

Guardiola, por sua vez, sempre surpreende. Daniel Alves postou-se como ala pela direita fazendo dupla com Fabregas, que normalmente joga na meia-esquerda. Thiago Alcântara, que normalmente joga na meia-direita, jogou como atacante pela esquerda. Xavi postou-se à frente de Busquets e atrás de Fabregas e Iniesta, pela meia-esquerda. Armou todo o jogo ali de trás, sem ser incomodado.

O Santos fez o que Muricy sempre faz nos clubes que treina. Deixou os jogadores de decisão (Ganso, Neymar e Borges) livres na frente, tentando marcar a saída de bola do Barcelona. Diga-se que esta estratégia funcionou poucas vezes, uma delas num tiro de meta. E só. Os demais jogadores deveriam marcar, na visão de Muricy. Nem preciso dizer que não deu certo, o placar grita isso. Com Elano, o Santos melhorou. Muricy mostra pouco conhecimento também ao achar que jogadores especializados em marcação no meio-campo, sem recursos técnicos, barrariam o Barcelona no meio. A única formatação de meio-campo que vi funcionar contra o Barcelona são linhas de marcação próximas. Eu já dizia (Santos x Barcelona. Prévia da final do Mundial de Clubes) que as linhas de marcação do Santos eram frouxas.

De todo modo, o Barcelona mostra que sua filosofia de jogo — baseada no futebol holandês e aperfeiçoada com o toque de bola e as variações táticas introduzidas por Guardiola — mostra-se superior às demais existentes. Não é à toa que o Barcelona é o melhor time do mundo desde 2004.












Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

11 comentários:

Anônimo disse...

Excelente análise. Acho que o Muricy deveria ter ligo esse blog antes do jogo contra o Barcelona kkkkkk

rainer disse...

vc ta de sacanagem
se coloque em seu lugar
falar depois que o jogo termina é facil
quem vc é para falar do muricy
o cara é campeao todo ano
é quem deveria estar na seleção
ele não tem os jogadores de qualidade que tem o barça
ninguém tem
a questão é apenas esta
para vai

Anônimo disse...

Perfeita a análise. Considerando tb que Messi na minha opnião esta mais para meia do que atacante. O esquema tatico e sua habilidade que traz como consequencia esta chuva de gols. Um exemplo claro foi a desenvoltura tática do Daniel Alves que praticamente atuou hoje como atacante devido pouco avanço dos alas do Santos e condição de 3 zagueiros. Foi um baile tático e técnico.

Esquemas táticos disse...

Obrigado a todos que comentaram. E Rainer, leia o post feito no dia anterior ao jogo sobre os pontos fortes e fracos do Santos.

herberthnb disse...

pressiona o 2 jogares ma fracos deles entre aspas pique e puyol , e claro so outro time tem que haver um matador que nao vai disperdirçar nada , pois analisando os jogos d barça vc percebe que eles ficam com a maior parte do tempo com a bola entao a unica chance que voce tiver de gol "possivel chance" é claro nao desperdiçar , e jogar nos contra-atques pois eles defendem pouco ja que o time é mt ofensivo , vc percebe no quase lateral d.alves ele chega mt e o abidal entao tem espaços pelos lados

Fabio disse...

Legal seu comentario acho que o Barcelona lembra tanto o carrosel Holandes de 1974 na parte tática, e tb a seleção Brasileira de 1982 e 1986 na parte técnica. O santos comandato por dorival jr qcredito que teria mto mais chance contra o barcelona que o comandato pelo Muricy, pelo menos uma chance de fazer bonito, não esse vexame! Eu torcia pro Santos pelo que ele vinha apresentando na epoca do dorival Jr, o muricy deixou pequeno o Santos, querendo emular o que fez no São paulo.

Anônimo disse...

Olá. Acompanho o site desde 2010, tempos de Copa do Mundo, mas nunca comentei. Acho bacana demais os posts. Esse jogo de ontem só confirmou q o futebol brasileiro está em coma há muito tempo. Seria possível armar nossa seleção e os times daqui e "resgatar" (toque de bola) esse filosofia de jogo atualmente? Abraços.

Att, Gustavo.

Leonardo disse...

Muito bom, e incrível como o Brasil tem ótimos jogadores, mas que infelizmente não são bem treinados, o futebol europeu esta acima do nosso taticamente, precisamos mudar esse feijão com arroz aqui no brasil - 4222 ou 4213 ou 4321 isso e um porre, temos que mudar isso... começando pelos gramados, os toques de bola do barça lembra muito uma quadra de futsal e ate mesmo uma mesa de sinuca pela perfeição... parabéns eles são o time da década.

Assistir esse jogo foi uma aula para mim, vi o messi, realmente ele e o melhor... vai buscar jogo no meio do campo e leva o time todo com ele, como uma especie de ataque em massa sem dar chance para contrataques, pois essa linha de 3 zagueiros do barça e terrivel... fica ai tambema dica pro mano meneses, tem que da liberdade para o daniel jogar (subir como ponta).

Vale lembrar que temos os dois melhores laterais do mundo - marcelo, daniel.

Anônimo disse...

Esse Rainer e meio esquentadinho, o comentarista do blog já tinha feito a análise antes do jogo. Então ele não comentou depois que o time do Santos perdeu. No Brasil não existe nenhum técnico a altura do Guardila, nem MANO e nem MURICY...Acho que eles deveriam ter humildade e começar a trabalhar com um esquema tático parecido e treinar seus jogadores para esse esquema. CHEGA DE 442 e suas variações

Anônimo disse...

Esse Reina não sabe de nada. Muricy grande treinador? ¬¬' Ele é só um dos maiores garapeiros do futebol brasileiro, no SPFC ficou enquanto tinha time campeão, na hora que ele precisou trabalhar caiu fora (ou fiou tirado), foi para o Palmeiras, pois este já estava com título de camnpeãobrasileiro garantido e ainda fez tanta besteira que perdeu um título q já estava ganho, sem mais alternativa fácil foi para o Flu e ganhou na mais pura sorte o C.Bra com pontos corridos que estragou o futebol brasileiro, quando viu que o Flu não dava para libertadores correu para o Santos.

Enfim, Muricy garapeiro, parabéns ao redator, visão muito boa do futebol.

Cheetara Arriaga disse...

Eu ri muito com o jogo.Quando vi a reprise nem acreditei........Fiquei lembrando dos meus tempos de infancia, quando a gente brincava de dois toques ou bobinho.Acho q foi o pior jogo de um brasileiro na final de um mundial

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas