Grêmio é o time que mais perde bolas no Brasileiro 2015

O Grêmio venceu o Figueirense por 1 a 0 na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2015. O Grêmio foi bem melhor no jogo, mas apresentou um problema difícil de ser resolvido no curto prazo: a falta de qualidade técnica.



Os números do jogo, computados pelo Footstats, não deixam dúvidas sobre a superioridade do Grêmio na partida. Posse de bola de 57% (Grêmio) contra 43% (Figueirense), 10 escanteios contra 3, 16 chutes a gol (5 certos) contra 4 (1 certo), 445 passes (400 certos) contra 282 (242 certos) e 10 dribles (8 certos) contra 2 (1 certo). Mesmo com números tão superiores, o Grêmio não fez uma boa partida. Por quê?



Os próprios números podem explicar. O principal deles (número de gols) é um indicativo. O time fez apenas 1 a 0, embora tenha criado muitas chances. Este é o maior problema do Grêmio hoje. É um time tecnicamente fraco. Taticamente, e até tecnicamente, foi superior ao Figueirense, mas não conseguiu ser eficiente no momento decisivo, seja no passe final ou na finalização. O time criou bastante, finalizou muito, mas não fez os gols.



Perda de posse de bola por times – Brasileiro 2015 – 3ª rodada
Time
Total de bolas perdidas
Grêmio
162
Figueirense
155
Joinville
140
Palmeiras
135
Vasco
127
São Paulo
119
Fonte: Footstats Elaboração: www.esquemastaticos.com.br


Outro número explica bastante. O total de bolas perdidas pelo Grêmio é absurdo. É o time que mais perde bolas no Campeonato. Contra o Figueirense, o time foi desarmado 41 vezes! No mesmo jogo, desarmou apenas 16 vezes. Não é um fato isolado. O Grêmio tem quatro jogadores entre os seis que mais perdem a posse de bola. Luan encabeça a lista com 24 bolas perdidas durante o Brasileirão 2015. Um atacante perder muitas bolas é normal, mas é um número muito alto. Em segundo lugar, aparece Marcelo Oliveira, com 20 bolas perdidas; em terceiro, empatado com Taiberson, do Internacional, está Giuliano, com 19 perdas de bola.



Perda de posse de bola por jogadores – Brasileiro 2015 – 3ª rodada
Jogadores
Total de bolas perdidas
Luan - Grêmio
24
Marcelo Oliveira - Grêmio
20
Taiberson – Internacional
19
Giuliano – Grêmio
19
William Henrique – Joinville
18
Yuri Mamute – Grêmio
18
Fonte: Footstats Elaboração: www.esquemastaticos.com.br
 


Este último número pode ser a razão de a torcida do Grêmio pegar tanto no pé de Giuliano. Um meia que perde tantas bolas é um perigo para o time. A roubada de bola neste setor significa, quase sempre, um contra-ataque para o adversário. Num texto recente, analisamos as razões de a torcida do Atlético Mineiro perseguir o meia Dátolo. A estatística negativa mais gritante do meia foi a perda de posse de bola.

Apesar do claro problema técnico enfrentado pelo Grêmio, o time também tem números bons. A quantidade de passes por jogo é alta, assim como os acertos neste quesito. Como se dão os meias Douglas e Giuliano nestas estatísticas? Douglas deu, até agora, apenas 51 passes (acertou 44 e errou 7): 86% de acerto. Giuliano deu 109 passes neste Brasileiro (97 certos e 12 errados): 89% de acerto.

A média de passes do Grêmio está acima da do Campeonato Brasileiro. São 372 passes certos, em média, contra 317 das demais equipes. O Grêmio erra, em média, 41,7 passes contra 35 dos outros times. A quantidade maior de passes trocados aumenta, por consequência, os erros. É a segunda equipe em número de passes trocados com 1.116, atrás apenas do São Paulo, com 1.427. É, também, a segunda que mais erra passes, com 125, atrás do Vasco, com 133, e acima do São Paulo, com 118.

O time acerta bastante a meta (é a equipe com o maior número de finalizações certas até agora no campeonato, com 17 acertos), mas não consegue transformá-las em gols (fez 4 e levou 5 no Campeonato Brasileiro).

Apesar dos problemas apresentados, que envolvem seus melhores jogadores (Giuliano e Douglas), o time está chegando à meta adversária, criando chances reais. Falta converter em gols. Além disso, tem que resolver o problema (grave) das bolas perdidas, que geram contra-ataques e, consequentemente, gols para o adversário.

Inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Curta nossa página no Facebook.

Adicione no Google +.

Siga-nos no Twitter.

O que achou da análise? Comente abaixo.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas