Avaí 2 x 0 Vasco. Análise tática. Campeonato Brasileiro 2010

O Avaí venceu o Vasco por 2 a 0, em Florianópolis, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2010. O esquema tático do Avaí foi o 3-5-2. O esquema tático do Vasco foi o 3-5-2.

Avaí



O Avaí atuou no 3-5-2 com dois alas bem livres, um primeiro-volante, um segundo volante, um meia de armação e um segundo atacante. A liberdade dos alas no 3-5-2 brasileiro não é algo comum. Normalmente, parece-se mais com um 5-3-2 ou um 5-4-1. Embora Pará e Jumar tenham se anulado, Patrick apareceu muitas vezes no ataque, aproveitando-se do espaço deixado por Ramón.

Na defesa, o Avaí jogou com Émerson Nunes como defensor pela direita, Rafael como o jogador da sobra pelo centro e Émerson como defensor pela esquerda. Os três zagueiros estiveram bem seguros.

No meio-campo, Marcinho Guerreiro foi o primeiro volante, Rudnei foi o segundo volante e Davi foi o armador. Patrick foi o ala pela direita e Pará o ala pela esquerda. Rudnei fez uma grande partida, defendendo bem e, principalmente, aparecendo na frente nas jogadas de ataque. Patrick entrou algumas vezes em diagonal pelo meio e pelo lado. Péricles Chamusca soube dar ao meio-campo o papel que deve desempenhar num 3-5-2: voltar quando o time for atacado e avançar com o segundo volante como meia e com os alas como pontas.

No ataque, Caio foi o segundo atacante, ajudando o meio-campo quando foi necessário, e Roberto como atacante pela centro-direita.

Segundo tempo



No segundo tempo, Roberto trocou de lado com Caio; Rudnei e Marcinho Guerreiro também trocaram de lado, mas continuaram com as mesmas funções do primeiro tempo. Na verdade, Marcinho acompanhou o reposicionamento de Philippe Coutinho e passou a auxiliar na marcação de Ramón. A partir da metade do segundo tempo, Patrick foi deslocado para a ala esquerda, Émerson Nunes para a lateral direita (marcando Ramón) e Léo San (no lugar de Pará) entrou para ser o zagueiro pela direita. Anselmo Ramón (no lugar de Davi) entrou no lado direito do ataque e Caio foi deslocado para ser o meia-armador. Depois Robson entrou no lugar de Roberto.

Vasco



Na estréia de Celso Roth, o Vasco entrou em campo no 3-5-2. Os quatro volantes de origem presentes na escalação, atuaram de maneiras variadas. Há uma crença entre os treinadores brasileiros (inclusive o Dunga) de que o volante é um jogador polivantes, que pode executar múltiplas funções. Não é verdade. Jumar entrou na lateral direita, Souza entrou como meia-direita, Léo Gago foi meia/volante pela direita e Nilton foi zagueiro. Só Rafael Carioca atuou como volante mesmo. Celso Roth colocou Dedé para marcar individualmente Roberto, Nilton para marcar Caio e Thiago Martinelli na sobra. Davi foi marcado por Rafael Carioca, mas Rudnei ficou livre, vindo de trás. A se destacar a boa atuação do ala Ramón.

A defesa do Vasco teve Nilton como zagueiro pela direita, Thiago Martinelli no centro e Dedé como zagueiro pela esquerda. Jumar foi o lateral-direito, já que ficou preso no campo defensivo. Martinelli foi o zagueiro da sobra.

No meio-campo, Rafael Carioca foi o volante de contenção, Léo Gago o meia/volante pela esquerda, Souza o meia-direita e Philippe Coutinho como meia-atacante centralizado. Ramón foi o ala pela esquerda. Jumar só atuou como ala no segundo tempo. Mas como não tem cacoete de ala, acabou sendo substituído por Élder Granja. No segundo tempo, Coutinho foi o meia-atacante pela centro-esquerda e Souza jogou ainda mais adiantado, mas continuou pela direita.

No ataque, Elton foi o centroavante, contando com o apoio de Philippe Coutinho. Na segunda etapa, Rafael Coelho entrou como atacante pela direita e Elton deslocou-se para a esquerda.

Segundo tempo



No segundo tempo, Celso Roth tentou consertar seu esquema 3-5-2 com volantes "polivalentes" e colocou Rafael Coelho (atacante) no lugar de Léo Gago, Élder Granja (lateral/ala) no lugar de Jumar e Dodô (atacante) no lugar de Souza. Já era tarde, até porque as mudanças foram feitas no decorrer do segundo tempo (o gráfico mostra como o time foi na maior parte do segundo tempo). Só Rafael Coelho entrou no início da segunda etapa, e entrou mal. O time não se encontrou e, embora tenha melhorado a qualidade técnica geral da equipe, o time estava confuso.

Mande o link desta análise para o seu twitter.






Bookmark and Share


Leia também:

Esquema tático do Avaí. Avaí 3 x 0 Flamengo. Análise tática. Brasileirão 2009.

Vasco 1 x 1 Icasa. Análise tática. Brasileirão Série B 2009.

Esquema tático do Avaí. Jogo contra o Botafogo. Brasileirão 2009.

Esquema tático do Avaí. Jogo contra o Palmeiras. Brasileirão 2009.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas