Futebol brasileiro precisa de um regista como Pirlo

Leio no site da ESPN Brasil que Robinho, meia do Palmeiras, está trabalhando para ser um segundo volante inspirado em Pirlo, Iniesta, Thiago Alcântara e Milner. É uma ótima notícia. O futebol brasileiro se ressente de um volante que atue como armador recuado, tal como os nomes citados por Robinho. Eu ainda acrescentaria Xavi, Xabi Alonso, Gerrard, Yayá Tourè, Modric e Schweinsteiger.

Pirlo é um volante/armador protegido por volantes/meias laterais


De todos eles, o que mais se assemelha ao estilo de jogo de Robinho é Iniesta, que é armador e meia-atacante pela esquerda quando o Barcelona precisa. Atualmente, tem jogado mais recuado mesmo.

Iniesta é um volante/armador que também chega muito à frente para finalizar


Pirlo joga centralizado e “protegido” por dois volantes laterais no 4-4-2 em losango da Juventus. Para quem conhece futebol americano, é como se fosse um “quarterback”, o distribuidor de bolas recuado e defendido por “guards”. Dessa maneira, Pirlo tem espaço, já que joga recuado, longe da marcação mais volumosa do time adversário e, como não marca muito bem, os volantes/meias laterais ajudam na proteção.

Xabi Alonso joga bem recuado, faz a saída de bola e ajuda a armar a equipe do Bayern


Quando Alexandre Pato compara Ganso a Pirlo e diz que este participa menos do jogo que seu companheiro de São Paulo, ele está analisando coisas diferentes. Ganso é um armador avançado. Como é lento, muitas vezes fica entregue à marcação dos volantes adversários e não consegue pensar o jogo. Se jogasse recuado, Ganso poderia ser mais produtivo, já que tem ótimo passe e visão de jogo. Ainda assim, comparado a Pirlo, Ganso marca ainda menos. Teria que marcar um pouco mais e ainda contaria com a falta de cultura futebolística brasileira para primeiros-volantes que marcam menos, precisam ser protegidos e armam de trás.

Estranho que técnicos brasileiros de base não forem este tipo de atleta. É uma necessidade claríssima. Vemos jogadores afundados no campo adversário, totalmente marcados, sem espaço para pensar. O que normalmente se faz? Bola recuada para defensores e volantes de marcação, que têm que fazer o trabalho de armação. E dá-lhe bola longa e/ou quadrada para meias e atacantes. 

Até a MLS norte-americana tem volante/armador


Até na Liga Norte-Americana, a Major League Soccer (MLS), tem volante que arma! O meia Mix joga no miolo de uma linha de quatro no New York City. Já passou da hora de termos um “Pirlo brazuca”.


Inscreva-se no nosso canal no YouTube.

Curta nossa página no Facebook.

Adicione no Google +.

Siga-nos no Twitter.

O que achou da análise? Comente abaixo.


Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas