Esquema tático do Tottenham

O Tottenham venceu o Liverpool por 2 a 1, pela primeira rodada do Campeonato Inglês temporada 2009/2010, jogando no 4-4-2, com duas linhas de quatro. O Tottenham dominou o jogo, retraindo-se apenas no final da partida, quando o Liverpool avançou sua linha de meio-campo e chegou a ter apenas um volante e três meias, ou mesmo dois meias e três atacantes (leia a análise do Liverpool na segunda-feira).

Análise tática



O Tottenham organizou-se em duas linhas de quatro com grande participação dos volantes. A linha de defesa contou com Assou-Ekotto na lateral esquerda, Bassong como zagueiro pela esquerda, King como zagueiro pela direita e Corluka na lateral direita. Ekotto foi mais ativo no apoio ao ataque e Bassong e King foram muito seguros na zaga. Corluka avançou um pouco mais no segundo tempo, mas sua principal função foi cobrir os avanços de Lennon.

O meio-campo, como dissemos, formava um linha, mas os meias abertos pelos lados tinham mais liberdade para avançar. Os volantes centrais
foram Huddlestone (esquerda) e Palacios (direita). Os meias abertos foram Lennon (direita) e Modric (esquerda). Os volantes tiveram grande importância na partida porque apresentavam-se no campo de ataque para tocar a bola e concluir a gol. Os meias abertos, como é comum nesse tipo de formação de meio-campo, tinham mais liberdade para chegar ao ataque. Lennon valeu-se de sua velocidade para entrar em diagonal pelo meio e também pelo lado direito. Modric não foi à linha de fundo, mas deu qualidade ao passes da equipe e fez incursões pela faixa central. É técnico, mas não tem a velocidade de Lennon. Modric ficou responsável, também, por marcar o lateral Johnson, do Liverpool, que arriscava subidas ao ataque. Na formação em linha, o meia aberto fica responsável pela marcação do lateral adversário e o lateral deve marcar o meia aberto (falaremos mais sobre isso num post específico).

Na frente, a dupla de ataque Defoe e Robbie Keane movimentou-se bastante e trocou de lado muitas vezes. Eles atuaram paralelamente na frente. No segundo tempo, Crouch entrou no lugar de Keane, mas praticamente não tocou na bola.

Leia também:

Esquema tático do Real Madrid com Kaká e Cristiano Ronaldo.

Esquema tático do Liverpool.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

4 comentários:

Thiago Nunes disse...

Site do Tottenham no Brasil.
www.tottenhambrasil.com.br

Guilherme disse...

Ora o Palacios começava a jogada, ora o Huddlestone. Gostei da disposição tática dos Spurs. Uma bela análise por parte dos colaboradores deste blog. Vale ressaltar também que, El Niño Torres foi anulado pela boa marcação do Tottenham. Aaron Lennon abusando de sua velocidade e Keane perdendo gols que seriam cruciais, se marcados.

Acredito que, com este time e mais a volta de Jenas, Bentley e Woodgate, o Tottenham ocupará as primeiras colocações na English Premier League 2009/2010.

Filipe Futebol Total disse...

muito bom mesmo o blog, estas de parabens ;D

da uma olhadadela no meu e torna-te seguidor.

http://filipefuteboltotal.blogspot.com/

Anônimo disse...

Ainda prefiro um 433 com o lennon e o Bale como pontas no meio Van der Vart como armador O Modric meio centralizado e Palacios com volante. Como centro-avante sou contra o Crouch, prefiro o Pavluchenko (nao sei escrever direito o nome dele) ou o Defoe Perde um pouco defensivamente mas compensa no ataque

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas