Esquema tático do Vitória - Jogo contra o Santos

O Vitória venceu o Santos por 6 a 2 em Salvador, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro 2009, atuando no 3-6-1, ou mais detalhadamente no 3-5-1-1. Contra o Santos, o time apresentou-se com dois volantes de marcação, um zagueiro que pode se transformar em lateral-direito e um jogador que se transforma em meia-atacante, quando o time tem a bola, e que marca a bola quando otime se defende.

(Clique na imagem para ampliar)

O esquema tático do Vitória é muito dinâmico, quando o time atua em casa, e dois jogadores notabilizam-se pela velocidade que imprimem ao contra-ataque do time: Leandro Domingues e Apodi.

Na defesa, o dinamismo fica por conta do zagueiro Wallace, que também atua como um lateral-direito, quando tem espaço, e como um zagueiro pela direita, quando o time é atacado. Ele é o responsável pela cobertura de Apodi. Os outros zagueiros são Victor Ramos (direita) e Anderson Martins (centro).

O meio-campo do Vitória, no jogo contra o Santos, teve um jogador-chave: Willian. Ele desempenhou múltiplas funções. Com a posse de bola, ele tranformava-se em meia-atacante. Quando o time se defendia, ele marcava a bola, como um volante, na faixa central e esquerda do campo defensivo do Vitória. Exatamente o lado em que o Santos começava suas jogadas de ataque.

O outro lado, e também a faixa central, contou com a marcação dos dois volantes (Uelliton, esquerda, e Magal, direita), que pouco apoiam o ataque. Pela ala-direita, Apodi jogou (aliás, como normalmente joga) livre, sem obrigação de marcar. Diferentemente da partida contra o Flamengo, em que teve atuação ruim, Apodi imprimiu muita velocidade pelo lado direito e criou boas oportunidades para o ataque. Leandro é mais um lateral-esquerdo que um ala, apesar dos três zagueiros atrás, mas formou muitas vezes na linha à frente dos três zagueiros. Por isso, dissemos que o time atua no 3-6-1, mas que também se transforma num 4-5-1.

Leandro Domingues é o meia-atacante responsável, juntamente com Apodi, pela armação dos contra-ataques. Ele nunca fica atrás da linha da bola quando o time está defendendo e liga rapidamente os contra-golpes com toques rápidos. Ele também apresenta-se como segundo atacante ao lado de Roger, o centroavante da equipe.

Leia também:

Esquema tático do Vitória. Jogo contra o Botafogo.

INTERATIVO: Flamengo 2 x 1 Vitória. Análise tática interativa.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Fabio Monteiro disse...

Cara, vc eh mto bom em explicações táticas. É isso mesmo. Como poucos voce consegue passar fidedignamente as disposições táticas dos treinadores.

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas