Esquema tático do Avaí - Jogo contra o Botafogo

O Avaí modificou seu esquema tático na derrota para o Botafogo (1x2) na Ressacada, em Florianópolis, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro 2009. O time atuou no mesmo 4-4-2, mas com um armador mais recuado. O vento contra no primeiro tempo atrapalhou o time, quando geralmente o Avaí atua melhor.

(Clique na imagem para ampliar)

O técnico Silas modificou ligeiramente seu esquema tático para enfrentar o Botafogo. O 4-4-2 foi mantido, mas Muriqui foi deslocado para o ataque e Ricardinho jogou como armador recuado e Marquinhos como armador mais adiantado.

A defesa foi modificada. Michel na lateral-direita, Anderson como zagueiro pela direita e Émerson como zagueiro pela esquerda e Uendel mantido na lateral-esquerda. Ferdinando foi deslocado da lateral direita para a posição de volante pela direita.

No meio-campo, como já dissemos, Ferdinando foi o volante pela direita e Léo Gago o volante pela esquerda. Ricardinho jogou à frente dos dois volantes, no centro do campo, como armador. Marquinhos, também como armador, atuou como meia pela esquerda, às vezes também ocupando a meia-direita. Os volantes foram mais ativos no apoio ao ataque porque Ricardinho voltava para recompor o meio-campo como volante quando o Avaí perdia a posse da bola.

No ataque, Luiz Ricardo foi o centroavante, mais para a esquerda, e Muriqui o segundo atacante, mais pela direita. No segundo tempo, a entrada de Roberto melhorou o ataque do Avaí.

Análise tática

A presença de Ricardinho melhorou a saída de bola do Avaí. Ainda assim, o time insistiu em fazer a ligação direta entre defesa e ataque. Como já dissemos em outro texto (ler o texto Esquema tático do Avaí. Jogo contra o Palmeiras), só com volantes com boa qualidade de passe o time conseguirá fazer a transição defesa-ataque por "baixo", tocando a bola.

Além disso, Marquinhos insiste em levantar bolas na área. Com o vento contra no primeiro tempo, a jogada, normalmente improdutiva porque os atacantes não apresentam bom aproveitamento nas bolas aéreas, foi totalmente inócua. Os lançamentos longos da defesa para o ataque acabavam gerando posse de bola para o Botafogo.

Analisando as estatísticas do Campeonato Brasileiro (Estatísticas do Globo.com), percebemos que o Avaí é o terceiro pior time em desarmes, mesmo contando, na maioria dos jogos, com dois volantes marcadores. Ora, nesse caso, seria melhor, então, colocar volantes mais técnicos, para melhorar a saída de bola que é feita, majoritariamente, pelos laterais.

Leia também:

Esquema tático do Botafogo. Jogo contra o Avaí.

Esquema tático do Avaí. Jogo contra o Palmeiras.

Esquema tático do Avaí. Jogo contra o Fluminense.

Avaí 0 x 3 Palmeiras. Análise tática.

Esquema tático do Avaí. Jogo contra o Atlético-MG.

Avaí 2 x 2 Atlético-MG. Análise tática.

Esquema tático do Palmeiras. Jogo contra o Avaí.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários:

Rafael Petry disse...

Cara, como você sabe isso tudo do Avaí? Pois ver o jogo do avai não é fácil! heheeh

Abração!

Rafael Petry disse...

Opa, li o esquema do Figueira. Perfeito. Vou seguir seu blog. Abraço e saudações Catarinenses!

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas