Arsenal 1 x 3 Manchester United

O Manchester United venceu o Arsenal por 3 a 1 em pleno Emirates Stadium. O Arsenal jamais havia perdido um jogo da Liga dos Campeões em seu estádio.

Arsenal



O Arsenal jogou no 4-3-3, variando para o 4-3-2-1. O time londrino jogou com quatro defensores, com Sagna na lateral-direita avançando mais e Gibbs, pela esquerda, mais recuado. Até aqui, igual ao primeiro jogo das semifinais da Champions League. Do meio pra frente, o time sofreu modificações, que antecipamos no post anterior. O desenho tático do meio-campo sofreu modificações em relação à primeira partida. Song foi o volante de contenção centralizado, enquanto Nasri (esquerda) e Fabregas (direita) foram os volantes e meias à sua frente. O ataque também foi modificado. Com a posse de bola, Walcott (direita) e van Persie (esquerda) foram atacantes pelas pontas; sem a bola, eles voltavam como meias e formavam uma linha de cinco juntamente com os volantes. Adebayor foi o centroavante.

Pontos fracos: O lateral Gibbs, o meia-atacante Walcott e Adebayor estiveram muito mal no jogo.

Manchester United



O Manchester United, por sua vez, atuou no 4-2-3-1, mas não naquele em que apostamos e erramos no post anterior. Os quatro defensores ficaram praticamente presos atrás, com poucas subidas de Evra pela esquerda. O meio-campo contou com dois volantes de contenção que trocavam de lado, com Anderson à frente deles, como segundo volante e meia-esquerda. Park jogou na ala direita e Rooney como meia pela esquerda, aparecendo como segundo atacante quando o time tinha a posse de bola; sem a bola, Rooney acompanhava o lateral Sagna e formava a linha de cinco jogadores no meio-campo. A maior inovação foi Cristiano Ronaldo jogando como atacante centralizado (que não é tão nova assim, porque ele já atuou assim no próprio Manchester e na seleção portuguesa).

Pontos fortes: a disciplina tática de Rooney, a boa atuação do meio-campo e a bela apresentação de Cristiano Ronaldo.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Fernando Abi-Acl disse...

Manchester passeou em campo. AS melhores chances foram criadas pelos atletas do Manchester. O ARsenal quando chegava oferecias perigo sim, mas nem tanto. Não gostei da atuação da defesa.. parece que estavam nervosos, errando passaes simples e cruzamentos. Treinam a semana toda para na hora "h" errarem. Não entendo isso. eheh.. Tem um certo tempo que o Arsenal perdeu aquele brilho que tinha. Claro que não podemos dizer que é um time ruim. Longe disso, mas para disputar com os clubes europeus o brilho sumiu um pouco. Chegou ate as semi por meritos sim, mas temos outros clubes que poderiam ter ido aonde o ARsenal foi.. ou até mais.

Abraço,
Fernando Abi-Acl.

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas