Análise do Cruzeiro: posicionamento e movimentação de Ramires

Neste texto, analiso o esquema tático e, principalmente, a movimentação de Ramires, 22 anos, que foi vendido pelo Cruzeiro ao Benfica.

Ramires é um jogador muito versátil que, há muito, deixou de ser apenas um médio. No Cruzeiro, Ramires desempenha várias funções: já atuou como médio destructivo, médio box-to-box, médio-atacante e até atacante. Só não atuou ainda de guarda-redes e de defensor. Ele é rápido, tem muito preparo físico, tem um bom passe e faz muitos gols.

Mal comparando, mas só para que os leitores tenham uma idéia do estilo de jogo de Ramires, ele assemelha-se a Júlio Baptista (ex-Sevilha, ex-Real Madrid e atualmente na Roma; ele jogava como volante, passou a ser meio-campo e depois, atacante), Essien (porque cumpre muitas funções) e Gerrard. Devo esclarecer, entretanto, que Ramires ainda não chegou ao nível técnico de Essien e Gerrard, mas tem muito a evoluir e, acredito, pode chegar lá. Mas é muito melhor que Baptista.



Como já foi dito, Ramires atuou em muitas posições. Atualmente, tem jogado como meia-direita (primeiro desenho, acima) e meia-esquerda (segundo desenho, abaixo), mas também volta para compor o meio-campo quando o time perde a bola. Por ter grande preparo físico, ele chega para apoiar o ataque, como elemento surpresa, razão de seus muitos gols. Ele chega ao ataque pelos dois lados do campo, mas preferencialmente pelo lado esquerdo e pelo centro.



Embora tenha um bom aproveitamento nos passes e cruzamentos, não é um armador, ou seja, não faz lançamentos. Sua maior qualidade é a condução de bola. Sai-se melhor quando joga mais atrás e chega de surpresa no ataque.



Embora raramente atue como médio destructivo, essa é sua origem. Ramires começou sua carreira de jogador como médio destructivo (terceiro desenho, acima). Devido à sua grande capacidade técnica, o treinador deslocou Ramires para uma posição mais adiantada no meio-campo. E, embora tenha um corpo franzino, é muito bom nos desarmes e inicia os contra-ataques do seu time com muita velocidade.

*Texto originalmente feito para o Portal Futebol, site português com notícias do futebol europeu, com destaque para o futebol português, e as capas dos principais jornais esportivos da Europa.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

Anônimo disse...

Sou um fã do Sport Lisboa e Benfica, clube que adquiriu o passe do numero 8 do Cruzeiro, Ramires e ontem vi o jogo Cruzeiro - São Paulo (Libertadores) e vi que o Cruzeiro jogou num 3-4-1-2 em que o Ramires actuou como numero 10 e depois jogou como avançado na segunda parte com a saída do Thiago Ribeiro e entrada do Athirson.

Em que posição joga melhor Ramires?
Na posição de volante esquerdo ou direita?

Excelente blog!

Esquemas táticos disse...

Ramires diz que gosta mais de jogar como segundo volante pela esquerda. No jogo contra o São Paulo, o Cruzeiro não pôde contar com Wagner, que é o meia-armador da equipe, porque ele estava machucado. Ramires jogou à frente dos três volantes, mas ele não é um armador, porque conduz muito a bola. Ele é um volante box-to-box, como é dito em Portugal.

Anônimo disse...

Obrigado pela sua resposta, era já o que eu pensava, Box-to-Box=Volante com capacidade defensiva e atacante.

Deve tentar fazer a táctica do Benfica, é surreal, o nosso treinador não soube aproveitar as características dos jogadores para formar uma táctica, mas sim, resolver colocar a sua táctica sem molda-la com os jogadores.

Se quiseres informação sobre a táctica do Benfica, envie um email para ribeiroemanuel@gmail.com

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas