4-2-3-1 - Corinthians e Santos

Demorou, mas os times brasileiros enfim estão adotando um esquema tático muito usado ultimamente na Europa, principalmente na Inglaterra. Na verdade, os times holandeses usam há algumas décadas, inclusive a seleção nederlandesa. Mas fora dos Países Baixos, esse esquema não gozava de muita popularidade entre os europeus. Não, não são as medonhas duas linhas de quatro com dois atacantes, uma variação do 4-4-2. É o 4-2-3-1, às vezes confundido com o 4-3-3.

Quem utiliza? Para ficar só em alguns exemplos: Liverpool, Chelsea, Seleção Francesa de 2006, Porto, Manchester United... Este último utiliza uma variação interessante quando joga contra times menores. Já falei disso em outros posts e posso falar mais em outro depois. Mas falemos dos times brasileiros. Santos, Corinthians e Flamengo, por exemplo, já usaram ou usam. Em geral, não dois atacantes e um meia ou ala que faz o papel de terceiro atacante.

Santos

O sistema do Santos é bem ousado porque conta com um jogador coringa: Madson. Por ter um preparo físico privilegiado, ele fecha o meio-campo pelas laterais (principalmente pela direita) e também chega ao ataque. Por isso, o time apresenta-se com 4 defensores e praticamente só o lateral-esquerdo ataca (mas como lateral, ou seja, de vez em quando). O lateral-direito praticamente não sobe ao ataque. Kléber Pereira pelo centro e Neymar pela esquerda do ataque. Além de dois cabeças-de-área e um meia-armador (Paulo Henrique)

Corinthians

No Corinthians, os dois laterais se alternam no apoio ao ataque, mas o meio-campo é também formado por dois volantes e um meia-armador (Douglas). Na frente, dois atacantes voltam para compor o meio-campo pelas laterais: Jorge Henrique (pela direita, volta mais) e Dentinho (pela esquerda, fica mais enfiado e volta menos). O atacante central é Ronaldo.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Roberticus disse...

Olá Carlos,

um prazer poder entrar neste site e lêr tuas observaçoes.

So um pequeno comentário, um apêndice sobre o sistema 4-2-3-1, cujo domínio de origem você atribue à Inglaterra. Mais, o futebol ingles demorou mais tempo -pouco antes do que o futebol brasileiro- em aceitar este sistema, quando na verdade ja levava ao menos um decada sendo o sistema preferencial, por não dizer exclusivo, na Espanha. Constam que a equipe menor Cultural Leonesa sob o comando do tecnico Juanma Lillo foi a primero a por-lo na practica na temporada 1991-92. Mas chegados ao fim da decada, o time mais reconhecido a usar-o foi o Real Madrid sob o John Toshack em 1999. Ja muitos times comecaram a empregar este esquema, como o Deportivo la Coruña campeã da temporada '99-2000. Esta inovação conveia as particularides do futebol espanhol, no sentido de que aquela banda de 3 entre o meiocampo e o ataque facilitava suas virtudes tradicionais -dribles, jogadores criativos e leves- co-existirem numa idade de marcada intensificação física e emfásis no atletismo e pressing.

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas