Como joga a Seleção Brasileira

Como esta análise está sendo feita antes do jogo, vou tentar descrever o esquema tático que a seleção tem usado ao longo da Era Dunga.

A seleção brasileira, em geral, joga no 4-3-2-1. São quatro defensores. Os dois laterais apóiam pouco na seleção, em seus times de origem, eles vão muito mais ao ataque. Não importa se jogam Maicon ou Daniel Alves, Kléber, Gilberto ou Marcelo. Eles claramente são orientados para não subirem muito ao ataque.

O meio-campo é formado por três volantes. Um centralizado (geralmente Gilberto Silva) e dois pelos lados (Josué — hoje, provavelmente, Anderson) pela esquerda e Elano, ou Kaká, pela direita). Dois meias (Kaká — pela direita — e Robinho ou Ronaldinho — pela esquerda) armadores e um atacante (Adriano, Luís Fabiano ou Pato).

Dificilmente joga-se com dois jogadores desempenhando a função de atacante. Quando jogam Kaká, Robinho e Ronaldinho, existem algumas variações:

1- Kaká faz o volante pela direita, formando a trinca de volantes, e Ronaldinho e Robinho os meias (respectivamente pela esquerda e pela direita) e mais um atacante.
2- Com dois volantes, Kaká e Ronaldinho cumprem a função de meias e Robinho é deslocado para o ataque com mais um.
3- Com dois volantes, Kaká (direita), Ronaldinho (centro) e Robinho (esquerda) são os meias que se revezam no apoio ao único atacante fixo.

Certamente por isso, nenhum atacante emplaca na seleção: ele geralmente joga isolado.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas