Análise tática do Internacional

O Internacional apresenta-se no 4-1-4-1. As variações e as possibilidades do esquema tático utilizado pelo técnico Abel Braga visam o aproveitamento dos laterais e meias. E essas variações só são possíveis porque Abel conta com um volante muito versátil: Aránguiz. Quando apresenta dificuldades no meio-campo, Abel lança mão de Valdívia, que faz o papel duplo de meia e volante, assim como Aránguiz. Entre eles, entretanto, há uma diferença importante. Enquanto Aránguiz é muito bom defensivamente, atua como armador e aparece bem na intermediária ofensiva, Valdívia é melhor no apoio ao ataque, podendo ser um meia-atacante, e é apenas razoável defensivamente.



Com um trio de volantes pelo centro, o esquema do Internacional também pode ser interpretado como um 4-3-2-1, com dois meias abertos pelos lados. Alex é mais armador, mas também chega na área fechando pelo centro. D'Alessandro é armador e meia-atacante, entrando em diagonal pelo centro e abrindo pela ponta direita. Os laterais também apoiam bastante, já que são protegidos pelos volantes laterais.


Curta nossa página no Facebook.















Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas