Vasco 0 x 1 Flamengo. Análise Tática. Campeonato Brasileiro 2013

O Flamengo venceu o Vasco por 1 a 0 no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013. O esquema tático do Vasco foi o 4-2-3-1. O esquema tático do Flamengo também foi o 4-2-3-1.

Vasco



Vasco bem perdido no primeiro tempo. O time apresentou-se descompactado, com os jogadores muito distantes uns dos outros. Os volantes não conseguem ajudar na armação por deficiência técnica e Pedro Ken, marcado e mal no jogo, não conseguiu pegar na bola. O Vasco só ameaçou nas cobranças de falta de Fellipe Bastos.

Éder Luís, encaixotado, não consegue pôr em prática sua melhor característica, que é a velocidade. Começou pela esquerda, para explorar as subidas de Léo Moura, mas logo inverteu a posição com Allison, que jogava pela direita. Também não funcionou.

O três jogadores à frente dos volantes no 4-2-3-1 do Vasco não ajudam na marcação. O centroavante André também não. Postura muito diferente da do Flamengo, em que os jogadores de frente sempre voltam. Além disso, Allison atuou mais como meia que como atacante, mas nem marcou nem apareceu na frente com perigo.



No segundo tempo, após o intervalo entraram Dakson e Edmilson. Dakson entrou no lugar de Fellipe Bastos, mas na posição de Pedro Ken. Ou seja, Pedro Ken passou para a posição de segundo-volante, para melhorar a armação de jogadas do Vasco. No primeiro tempo, atuando muito na frente, ele estava muito marcado e sem espaço para armar a equipe.

Flamengo



O Flamengo, além de bem armado, é superior tecnicamente ao Vasco. Carlos Eduardo e Gabriel fizeram uma grande partida. Eles voltam para fechar o meio campo e, com a bola, aparecem na frente como atacantes. Marcelo Moreno volta para trás da linha da bola para auxiliar na marcação quando o time perde a bola. Elias é um segundo-volante com muita liberdade para avançar e armar o time.

A movimentação intensa do trio de meias-atacantes Paulinho, Gabriel e Carlos Eduardo dificultou a marcação vascaína. Gabriel apareceu nas três posições e, com muita velocidade, apareceu também na linha de fundo para cruzar bolas.

O gol surgiu de uma subida do zagueiro Wallace, que apareceu de surpresa no campo de ataque, tabelou e confundiu a marcação do Vasco. Gol de Paulinho.



Na segunda etapa, Carlos Eduardo passou a atuar pela esquerda do ataque, explorando as jogadas de linha de fundo e as subidas do lateral Nei, que saiu mais para o jogo. As alterações do Flamengo reduziram a movimentação do ataque e não comprometeram o sistema defensivo.

De uma maneira geral, entretanto, o time recuou um pouco suas linhas, mas não deu muitos espaços para o Vasco criar jogadas de perigo. O time controlou o jogo no segundo tempo: não ameaçou, mas também não foi ameaçado.

Curtam a Fan Page do Esquemas Táticos no Facebook.com/esquemastaticos, sigam o @esquemastaticos no Twitter e inscrevam-se no Canal do Esquemas Táticos no YouTube. Também estamos no Google Plus, procurem-nos por lá e adicionem aos seus círculos.















Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas