Sevilla 3 x 4 Braga. Análise tática. UEFA Champions League 2010-2011

Análise tática ao vivo. Intervalo.



Aperte o play para visualizar a análise.

Análise de Sevilla 3 x 4 Braga. Final do jogo.



Aperte o play para visualizar a análise.

Análise tática

O Braga venceu o Sevilla por 4 a 3, no Estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, pela fase de classificação da Liga dos Campeões da Europa 2010-2011 e está classificado. O esquema tático do Sevilla foi o 4-4-2. O esquema tático do Braga foi o 4-1-4-1.

Sevilla



Fora a pressão nos minutos iniciais, no primeiro tempo o Sevilla não ameaçou o Braga. O Sevilla atuou no 4-4-2 com dois meias abertos pelos lados: Jesus Navas pela direita e Perotti pela esquerda. O Sevilla insistiu muito nas jogadas com Navas e nos cruzamentos da intermediária para Luís Fabiano e Kanouté. As jogadas pelo meio ficaram prejudicadas porque Cigarini avançou pouco (e, quando avançou, foi sem contundência) e Zokora é um volante de marcação.

Mesmo precisando vencer o jogo, os laterais não ultrapassavam a linha do meio-campo. Após levar o segundo gol do Braga na etapa final, o Sevilla melhorou, fez um gol logo em seguida e criou boas chances de gol. As entradas de José Carlos (saiu Konko) e Renato (Cigarini) tentavam resolver os problemas na lateral-direita e no meio-campo.

O que se viu, entretanto, foi um time muito desorganizado, com muitos jogadores na frente e aberto aos contra-ataques. E foi nos contra-ataques que o time viu as poucas chances de o time virar o jogo e ganhar por dois gols de diferença ruir. O Sevilla levou três gols no segundo tempo e, apesar de ter feito três gols também, perdeu o jogo por 4 a 3.


SC Braga




O SC Braga controlou o jogo depois dos minutos iniciais e não permitiu que o Sevilla criasse muitas chances de gol. O Braga jogou no 4-1-4-1, com Vandinho como volante central. Os meias pelos lados (Alan pela direita e Paulo César pela esquerda) tiveram liberdade para deixar a linha do meio-campo e avançar para auxiliar o atacante Matheus. O gol ainda no primeiro tempo (falha do goleiro Palop) deu uma grande vantagem ao Braga, que venceu o jogo da ida em casa por 1 a 0.

Ainda no início do segundo tempo, quando foi pressionado pelo Sevilla, o Braga fez o segundo gol. Mas levou outro em seguida, em falha do goleiro Felipe. O Sevilla passou a pressionar mais. O técnico Domingos Paciência começou a fechar o time e trocou o meia Paulo César pelo defensor Paulão.

O time retrancou-se ainda mais com o passar do tempo, com todos os jogadores atrás da linha da bola. O Braga retrancou-se ainda no início do segundo tempo, mas criou chances e fez dois gols. E fez um bom primeiro tempo. Com o contra-ataque à disposição, o Braga aproveitou-se e fez três gols na segunda etapa. No final, o Braga venceu o Sevilla por 4 a 3 e está classificado com méritos para a fase de grupos da UEFA Champions League.

Leia também:

Naval 0 x 1 Porto. Análise tática. Campeonato Português 2010-2011.

Chivas Guadalajara 1 x 2 Internacional. Análise tática. Copa Libertadores 2010.

Universidad de Chile 0 x 2 Chivas Guadalajara. Análise tática. Copa Libertadores 2010.

São Paulo 2 x 1 Internacional. Análise tática. Copa Libertadores 2010.

Vélez Sarsfield 2 x 0 Chivas. Análise tática. Copa Libertadores 2010.

Esquema tático do Internacional. Jogo contra o Banfield. Copa Libertadores 2010.

Mande o link desta análise para o seu twitter.






Bookmark and Share


Siga Esquemas Táticos no Twitter.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas