Holanda 2 x 1 Eslováquia. Análise tática. Copa do Mundo 2010

A Holanda venceu a Eslováquia por 2 a 1, no Durban Stadium em Durban, pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo da África do Sul 2010. O esquema tático da Holanda foi o 4-3-3. O esquema tático da Eslováquia foi o 4-4-1-1.

Holanda



A Holanda atuou no 4-3-3, variando para o 4-5-1, já que os atacantes pelos lados voltam para fechar o meio-campo quando o time perde a bola. A seleção holandesa controlou o jogo e preencheu bem os espaços. O destaque da Holanda foi Arjen Robben. Muito veloz e técnico, Robben oferece um bom passe, um bom chute de fora da área e jogadas pela linha-de-fundo.

O outro atacante aberto, Kuyt, é mais tático. Recompõe mais e entra em diagonal pelo centro. Não faz jogadas de linha de fundo. Pode também jogar centralizado, como centroavante. Van Persie é o centroavante, mas também sabe atuar pelos lados. Não tem se destacado tanto porque, ao jogar centralizado, recebe a marcação dos zagueiros adversários.

Atenção aos laterais holandeses. Eles sobem alternadamente e, dependendo do jogo, um fica mais no campo defensivo e o outro sai para apoiar. No jogo contra a Dinamarca, van der Wiel apareceu mais frequentemente no campo de ataque. Nesse jogo contra a Eslováquia, preocupou-se mais em marcar. Van Bronckhost, embora não tenha apoiado constantemente, saiu mais para o jogo.

Sneijder foi discreto, mas eficiente. Articulou e, principalmente, marcou no meio-campo. Van Bommel foi o volante que mais saiu para o ataque, jogando ao lado de De Jong. O miolo defensivo, formado por Heitinga e Mathijsen, cometeu dois grandes erros e deixaram Vittek livre para finalizar. O bom goleiro Stekelenburg fez duas vezes grandes defesas.

Eslováquia



O esquema tático da Eslováquia foi o 4-4-1-1, com Hamsik como segundo-volante e Weiss como meia-atacante centralizado. Em outros jogos, o time atuou no 4-2-3-1, com Hamsik como meia pelo centro e Weiss pela esquerda ou pela direita. O time jogou desfalcado de Strba e teve que improvisar Hamsik naquela posição. Contra o Paraguai, Strba e Kozak foram, ambos, volantes de contenção. Mas com o deslocamento de Hamsik, que não tem muito poder de marcação, para a posição de segundo volante, foi adotada uma postura mais cautelosa com o 4-4-1-1. Durica, que foi lateral-esquerdo contra o Paraguai, apareceu como zagueiro pela esquerda.

A seleção eslovaca começou bem o jogo, marcando no campo adversário e dificultando a saída de bola holandesa. Entretanto, foi exatamente essa postura que culminou no primeiro gol. Uma bola longa a partir da defesa encontrou Robben no campo de ataque. A partir daí, o time recuou e tentou trabalhar a bola no meio-campo. A baixa qualidade técnica dos jogadores não permitiu que essas tabelas obtivessem êxito.

Weiss não repetiu as boas atuações de jogos anteriores e Vittek perdeu dois gols cara-a-cara com Stekelenburg. Tendo que ajudar a fazer o balanço defensivo, Hamsik ficou longe da área adversária e voltou a atuar mal. A defesa é forte e lenta, mas não comprometeu, e Mucha é um bom goleiro. O ponto fraco da Eslováquia na Copa foi o meio-campo, muito duro e pouco técnico.

Análise tática das seleções da Copa do Mundo 2010

Argentina 3 x 1 México. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Alemanha 4 x 1 Inglaterra. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Estados Unidos 1 x 2 Gana. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Uruguai 2 x 1 Coreia do Sul. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Brasil 3 x 1 Costa do Marfim. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Inglaterra 0 x 0 Argélia. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

África do Sul 0 x 3 Uruguai. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

França 0 x 2 México. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Espanha 0 x 1 Suíça. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Honduras 0 x 1 Chile. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Brasil 2 x 1 Coreia do Norte. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Costa Marfim 0 x 0 Portugal. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Itália 1 x 1 Paraguai. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Japão 1 x 0 Camarões. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Holanda 2 x 0 Dinamarca. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Alemanha 4 x 0 Austrália. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Sérvia 0 x 1 Gana. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Argélia 0 x 1 Eslovênia. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Inglaterra 1 x 1 Estados Unidos. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Argentina 1 x 0 Nigéria. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

Coréia do Sul 2 x 0 Grécia. Copa do Mundo 2010. Análise tática.

Uruguai 0 x 0 França. Análise tática. Copa do Mundo 2010.

África do Sul 1 x 1 México. Copa do Mundo 2010. Análise tática.

Ouça podcasts com análises de especialistas entrevistados pela Rádio Esquemas Táticos.

Rádio Esquemas Táticos. Bate-papo com Tim Vickery, da BBC de Londres e da Sports Illustrated. Tema: Principais seleções da Copa 2010.

Rádio Esquemas Táticos. Bate-papo com André Rocha, do GloboEsporte.com. Tema: principais seleções da Copa 2010.

Rádio Esquemas Táticos. Bate-papo com Robert Sweeney. Tema: seleções sulamericanas na Copa 2010.

Rádio Esquemas Táticos. Bate-papo com Hugo Albuquerque sobre o Campeonato Brasileiro 2010.

Mande o link desta análise para o seu twitter.






Bookmark and Share


Siga Esquemas Táticos no Twitter.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Andressa disse...

gostei muito da explicação, parabéns pelo blog, é muito útil para leigas apaixonadas pelo futebol como eu!

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas