Prévia: Final da Champions League. Bayern de Munique x Inter de Milão. Análise tática

Bayern de Munique e Internazionale de Milão entram em campo hoje, na final da UEFA Champions League, com alguns problemas que podem afetar um pouco o desenho tático das equipes. Vamos analisar os principais esquemas táticos utilizados pelas equipes ao longo da temporada 2009/2010.

Bayern de Munique - 4-4-2 e 4-3-3

Jogo contra o Manchester United


O Bayern de Munique chega à final da Champions League sem Ribéry, suspenso. Uma baixa considerável já que ele inibiria Maicon de subir tanto ao ataque. Como podemos ver no gráfico acima, ele joga aberto pela esquerda entrando em diagonal pelo centro. Sem ele, provavelmente Louis van Gaal deve utilizar Altintop na posição (como podemos ver na figura abaixo, no segundo jogo contra o Lyon), mas sem a mesma função. Isto é, Altintop é mais meia e deve preocupar-se mais com a marcação de Maicon. Claro que Maicon também deverá marcá-lo, mas Altintop não é tão incisivo quanto Ribéry, embora componha melhor o meio-campo.

O lado mais forte do Bayern é o direito. Lá estão Robben e Lahm. Eles devem encontrar dificuldades porque o lado esquerdo da Inter é o mais defensivo. Por sua vez, o lado esquerdo do Bayern é o mais vulnerável. Embora, com a entrada do jovem Diego Contento, tenha se fortalecido. Mas a Inter entra com Eto'o naquele setor, o que pode fazer com que van Gaal opte por Badstuber, um defensor de origem, na lateral esquerda (como podemos ver na figura acima).

Jogo contra o Lyon


Entretanto, embora Robben seja o craque do time, acredito que a chave do jogo do Bayern sejam os dois volantes: Schweinsteiger e van Bommel. São eles que fazem a saída de bola e começam as jogadas no meio-campo. No segundo jogo das quartas-de-final contra o Manchester, Alex Ferguson adiantou dois meias para jogarem em cima deles e barrou a troca de passes no meio e a saída de bola do Bayern. Vale lembrar que o Bayern só dominou a partida depois da expulsão do lateral Rafael.

Outro ponto que merece atenção é o posicionamento de Thomas Müller. O técnico van Gaal tem colocado o jogador muito adiantado, quase como um segundo atacante atrás de Olic. Se Mourinho marcar os volantes do Bayern em seu próprio campo de defesa, será necessário que Müller volte para o meio-campo para ajudar na armação. Como Müller não é um armador, mas um meia-atacante, uma alternativa é colocar Mario Gomez como centroavante e Olic no meio, já que ele faz melhor essa função que Müller. Aliás, van Gaal fez essa mudança no jogo contra o Manchester.

Abaixo, vai o time que imagino que van Gaal deva mandar a campo hoje contra a Internazionale de Milão: um 4-4-2, variando para um 4-3-3 com o avanço de Müller ou Altintop.

Time provável


Inter de Milão - 4-2-3-1 e 4-4-2

Jogo contra o Milan


A Internazionale de Milão eliminou dois fortes candidatos ao título durante sua campanha na Champions League (Chelsea e Barcelona), embora o Bayern também tenha eliminado um concorrente de peso (Manchester United). A Inter não terá Thiago Motta, suspenso, e ele fará muita falta. Dos volantes da Inter, ele é o mais técnico. Ou seja, o meio-campo da Inter contará exclusivamente com Sneijder na armação e nos passes longos.

Ao longo do torneio e da temporada 2009/2010, vimos algumas variações táticas que podem ser adotadas por Mourinho na final. No início da temporada, era o 4-4-2 em losango (ver figura acima, ilustração do jogo contra o Milan na segunda rodada do Campeonato Italiano). Depois, Mourinho adotou o 4-3-3 e o 4-2-3-1. Nos jogos contra o Barcelona, chegou a fazer um 4-5-1 (ver gráfico abaixo). Contra o Bayern, entretanto, acredito que será diferente.

Jogo contra o Barcelona


O Bayern é um time ofensivo, mas não tem o poder de fogo de Barcelona e Chelsea. Além disso, suas laterais são mais vulneráveis e o meio-campo menos criativo que os das equipes citadas. José Mourinho deve entrar com três atacantes: Milito como centroavante e os dois atacantes laterais (Eto'o e Pandev, ou Balotelli) voltando para compor o meio-campo pelos lados. Eto'o deve ter mais liberdade pela direita, enquanto Pandev (ou Balotelli) ficaria um pouco mais preso. O lado esquerdo do Bayern, como dissemos, é o mais frágil. Badstuber é um defensor que pode aparecer na lateral esquerda, mas tem se apresentado mal. Contento, embora melhor que Badstuber, é jovem e ainda inexperiente. Além disso, o lado direito da Inter será mais ofensivo porque terá Eto'o e Maicon no setor.

O lado esquerdo deve ser mais defensivo porque é o setor de Robben. O meia-atacante que jogar por ali deve ajudar Zanetti na marcação de Robben. Sem contar que Lahm sobe muito ao ataque. Por isso, a Inter terá, em seu lado esquerdo, um meia-atacante mais defensivo, que só sairá para o jogo quando for possível; um lateral-esquerdo (Zanetti) que fará função de defensor; e um volante (na verdade, ele é lateral-esquerdo de origem) marcador (Chivu). Uma alternativa ainda mais defensiva é utilizar Muntari na meia-esquerda, no lugar de Pandev ou Balotelli. Lembrando que Muntari tem fôlego para defender e também chegar no ataque, mas com menos qualidade que um meia-atacante.

Por tudo isso, aposto num 4-2-3-1, conforme ilustração abaixo, com dois meias-atacantes voltando para compor o meio quando o time perder a bola, com o lado esquerdo mais protegido.

Time provável


Leia também:

Internazionale 1 x 0 Roma. Copa da Itália. Análise tática.

Barcelona 1 x 0 Internazionale. Análise tática.

Lyon 0 x 3 Bayern. Análise tática.

Bayern 1 x 0 Lyon. Análise tática.

Internazionale de Milão 3 x 1 Barcelona. Análise tática.

Manchester United 3 x 2 Bayern de Munique. Análise tática.

Barcelona 4 x 1 Arsenal. Análise tática.

O 4-4-2 do Barcelona. Variações táticas de Guardiola.

Arsenal 2 x 2 Barcelona. Análise tática.

Milan 2 x 3 Manchester United. Análise tática.

Arsenal 1 x 3 Manchester United. Análise tática.

Internazionale 2 x 0 Milan. Análise tática.

Werder Bremen 2 x 3 Bayern de Munique. Análise tática.

Arsenal 0 x 3 Chelsea. Análise tática.

Esquema tático do Olympique de Marselha. Jogo contra o Milan.

Esquema tático do Milan. Jogo contra o Olympique de Marselha.

CSKA Moscou 2 x 1 Wolfsburg. Análise tática.

Barcelona 2 x 0 Internazionale de Milão. Análise tática.

Liverpool 2 x 2 Manchester City. Análise tática.

Everton 0 x 2 Benfica. Análise tática.

Milan 1 x 1 Real Madrid. Análise tática.

Milan x Real Madrid. Análise tática em tempo real.

Real Madrid 2 x 3 Milan. Jogo em Madri.

Chelsea 2 x 0 Liverpool. Análise tática.

Sporting 1 x 0 Hertha Berlin. Análise tática.

AEK Atenas 1 x 0 Benfica. Análise tática.

Bayern de Munique 0 x 0 Juventus. Análise tática.

Arsenal 2 x 0 Olympiacos. Análise tática.

Barcelona 2 x 0 Dínamo Kiev. Análise tática.

Esquema tático do Manchester City.

Esquema tático do Lyon.

Esquema tático do Borussia Dortmund.

Esquema tático do Bayern de Munique.

Borussia 1 x 5 Bayern. Análise tática.

Roma 1 x 3 Juventus. Análise tática.

Esquema tático do Chelsea.

Manchester United 2 x 1 Arsenal. Análise tática.

Milan 0 x 4 Internazionale de Milão. Análise tática.

Esquema tático do Milan. Jogo contra o Siena.

Esquema tático da Internazionale de Milão. Jogo contra o Bari.

Esquema tático do Barcelona.

Esquema tático do Shakhtar Donetsk.

Esquema tático do Real Madrid. Jogo contra o Rosenborg.

Esquema tático do Real Madrid com Kaká e Cristiano Ronaldo.

Esquema tático do Wigan.

Esquema tático do Liverpool.

Esquema tático do Tottenham.

Esquema tático do Atlético de Madrid.

Mande o link desta análise para o seu twitter.






Bookmark and Share
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

Hugo Albuquerque disse...

Bacana as variações que você colocou, Marcelão. No entanto, o 4-2/3-1 deve mesmo prevalecer - o que me incomoda bastante, afinal, quase todo o futebol europeu atua nesse sistema, coisa que tem seu lado bom (o fim da lógica das retrancas mórbidas dos anos 1990), mas enche o saco pela previsibilidade tática das equipes.

Guilherme Cunha disse...

Isso aqui sim, baita analise tactico!! Muito bem mesmo.

Ja estou seguindo e vou adcionar o seu blog na minha lista!

Abraços
http://gologol.blogspot.com/

Esquemas táticos disse...

Guilherme, obrigado.

Grande Hugo, é verdade.

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas