Milan 2 x 3 Manchester United. Análise tática

O Milan foi derrotado, em Milão, por 3 a 2 pelo Manchester United na primeira partida das oitavas de final da UEFA Champions League. O esquema tático do Milan foi o 4-3-3. O esquema tático do Manchester United foi o 4-4-1-1, às vezes variando para o 4-1-4-1.

Milan



O Milan jogou todo o tempo no 4-3-3. Por três vezes, Ronaldinho apareceu pelo meio, deslocando-se, e criou boas jogadas. Mas, em regra, ficou pela esquerda. No meio-campo, uma linha de três jogadores.

Na defesa, o Milan teve Bonera na lateral direita, Nesta como defensor pela direita, Thiago Silva como defensor pela esquerda e Antonini como lateral-esquerdo. Antonini saiu machucado ainda no primeiro tempo, o que enfraqueceu o lado esquerdo ofensivo do Milan, já que o lateral apareceu muito para o apoio. A entrada de Favalli fortaleceu a marcação pelo setor e acabou com as jogadas ofensivas. Bonera subiu menos e defendeu mal. Thiago Silva foi o melhor jogador do Milan na partida.

No meio-campo, o técnico Leonardo armou uma linha de três jogadores: Ambrosini (volante pela esquerda), Pirlo (meia/volante-armador pelo centro) e Beckham (volante pela direita). Um meio-campo com poucos jogadores exige qualidade, talvez por isso Leonardo tenha escalado Beckham como volante/meia. Mas o inglês atuou somente como volante, já que só se arriscou no ataque já no segundo tempo, quando o time buscava o empate. Ambrosini foi colocado na esquerda para ajudar a marcar as subidas de Scholes, Rafael e, principalmente, Nani. Só Nani foi mais agudo, mas errou muito. Pirlo apareceu para armar o jogo à frente e atrás de Ambrosini e Beckham. O pouco poder de marcação, aliado à pouca criatividade (resumida a Pirlo), tornou o meio-campo milanista fraco. A entrada de Seedorf no lugar de Beckham melhorou a qualidade do setor.

No ataque, Ronaldinho Gaúcho pela esquerda, Pato pela direita e Huntelaar pelo centro. Pato errou muito e não conseguiu muitas penetrações. Ronaldinho participou decisivamente das jogadas de gol, mas foi bem marcado na maior parte do jogo. Huntelaar jogou muito enfiado e tocou pouco na bola. Foi o pior atacante do time. O fato de Pato e Ronaldinho voltarem pouco para compor o meio-campo enfraqueceu o setor. Só no segundo tempo Pato passou a fechar pelo lado direito. Inzaghi entrou no fim da partida e não teve tempo para fazer muita coisa.

Manchester United



O Manchester United mostrou-se mais forte que o Milan. Embora tenha atuado numa formação cautelosa, o time levou perigo à meta milanista durante todo o jogo e dominou o meio-campo. Atuando no 4-4-1-1, variando para o 4-1-4-1, o técnico Alex Ferguson povoou o meio-campo — ponto fraco do Milan — e congestionou a criação de jogadas do time italiano, impedindo que a bola chegasse limpa para os atacantes.

Na defesa, o Manchester United teve Rafael na lateral direita, Rio Ferdinand como defensor pela direita, Evans como defensor pela esquerda e Evra como lateral-esquerdo. Evra, que normalmente apóia muito, ficou marcando de Pato. O mesmo aconteceu com Rafael, que teve que preocupar-se com Ronaldinho Gaúcho.

No meio-campo, o Manchester United teve cinco jogadores. Com volantes versáteis, o time variava o desenho com um volante de marcação (Carrick) e uma linha de quatro à sua frente ou, o que mais frequentemente ocorreu, uma linha de quatro — com Fletcher (esquerda), Carrick (centro-esquerda), Scholes (centro-direita) e Nani (direita) — com um jogador à sua frente (Park).

No ataque, Rooney jogou como único atacante, mas tinha o apoio frequente de Park e Nani. No segundo tempo, Ferguson confundiu a marcação do Milan ao liberar Fletcher para atacar e testar Bonera, zagueiro que atuou como lateral-direito. Fletcher levou vantagens em quase todas as investidas.

A entrada de Valência, no lugar de um instável Nani, deu vida ao setor ofensivo direito do Manchester. Favalli foi testado defensivamente e, assim como Bonera, falhou. Duas coisas ficaram claras no jogo de ontem: o Manchester United é mais time, hoje, que o Milan; o preparo físico das equipes inglesas, Manchester United incluída, está muito à frente dos demais times europeus.

Leia também:

Arsenal 1 x 3 Manchester United. Análise tática.

Internazionale 2 x 0 Milan. Análise tática.

Werder Bremen 2 x 3 Bayern de Munique. Análise tática.

Arsenal 0 x 3 Chelsea. Análise tática.

Esquema tático do Olympique de Marselha. Jogo contra o Milan.

Esquema tático do Milan. Jogo contra o Olympique de Marselha.

CSKA Moscou 2 x 1 Wolfsburg. Análise tática.

Barcelona 2 x 0 Internazionale de Milão. Análise tática.

Liverpool 2 x 2 Manchester City. Análise tática.

Everton 0 x 2 Benfica. Análise tática.

Milan 1 x 1 Real Madrid. Análise tática.

Milan x Real Madrid. Análise tática em tempo real.

Real Madrid 2 x 3 Milan. Jogo em Madri.

Chelsea 2 x 0 Liverpool. Análise tática.

Sporting 1 x 0 Hertha Berlin. Análise tática.

AEK Atenas 1 x 0 Benfica. Análise tática.

Bayern de Munique 0 x 0 Juventus. Análise tática.

Arsenal 2 x 0 Olympiacos. Análise tática.

Barcelona 2 x 0 Dínamo Kiev. Análise tática.

Esquema tático do Manchester City.

Esquema tático do Lyon.

Esquema tático do Borussia Dortmund.

Esquema tático do Bayern de Munique.

Borussia 1 x 5 Bayern. Análise tática.

Roma 1 x 3 Juventus. Análise tática.

Esquema tático do Chelsea.

Manchester United 2 x 1 Arsenal. Análise tática.

Milan 0 x 4 Internazionale de Milão. Análise tática.

Esquema tático do Milan. Jogo contra o Siena.

Esquema tático da Internazionale de Milão. Jogo contra o Bari.

Esquema tático do Barcelona.

Esquema tático do Shakhtar Donetsk.

Esquema tático do Real Madrid. Jogo contra o Rosenborg.

Esquema tático do Real Madrid com Kaká e Cristiano Ronaldo.

Esquema tático do Wigan.

Esquema tático do Liverpool.

Esquema tático do Tottenham.

Esquema tático do Atlético de Madrid.

Mande o link desta análise para o seu twitter.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

5 comentários:

william disse...

Parabéns pelo blog!

Me interesso muito pela tática do futebol e acho os duelos europeus riquíssimos em detalhes táticos!

Seedorf não pode ficar de fora de um jogo como esse e o Ronaldinho é capaz de arrebentar qualquer esquema defensivo!

Peço que, se possível, façam uma análise do meu Palmeiras, que passou a jogar muito mal e sofrer muitos gols com 3 volantes, e antes com 2 meias jogava melhor e não tomava tantos gols.

abraço

Marcelo disse...

Gostaria de saber de que forma você analisa os jogos, como e quando você atualiza o blog.

Diogo R. Borges disse...

Olá, primeiramente, ótimo blog!
Gostaria de saber se quer fazer parceria com o nosso!
Abraços

http://www.welcometomanchesterbr.blogspot.com/

João Branco disse...

Novo blog de desporto que visa informar sobre a actualidade do desporto e emitir artigos de opinião sobre o desporto.

www.desportoemfoco.blogspot.com

Agradeço a visita.

Esquemas táticos disse...

William e Marcelo, tive alguns problemas no início do ano e estava difícil atualizar o blog a frequência quase diária do ano passado.

Entretanto, tenho analisado os jogos que vejo normalmente. Falta só publicar. O Palmeiras está na lista e publicarei brevemente.

Abraços a todos e obrigado pela visita.

Marcelo Costa.

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas