sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Esquema tático do Manchester United

O Manchester United goleou o Wigan Athletic por 5 a 0 pela terceira rodada do Campeonato Inglês 2009/2010. O time comandado por Alex Ferguson entrou em campo no 4-4-2, com duas linhas de quatro e Rooney no ataque ao lado de Berbatov. Na próxima rodada, a equipe enfrentará o Arsenal.

Análise tática

Após um primeiro tempo sem conseguir encaixar seu jogo diante de um Wigan muito fechado e competente na marcação, o Manchester United conseguiu aplicar uma goleada atuando no 4-4-2 com uma linha de quatro jogadores na defesa e outra linha no meio-campo. Embora tenha feito cinco gols no segundo tempo, as dificuldades encontradas na primeira parte do jogo mostram que o time sente a falta dos jogadores que deixaram o clube e precisará de reforços se quiser repetir os feitos da temporada passada.

(Clique na imagem para ampliar)

A defesa do Manchester United teve Gary Neville na lateral-direita, Nemanja Vidic como zagueiro-central, Jonny Evans como quarto-zagueiro e Patrice Evra na lateral-esquerda. Como já é quase uma regra na Europa, e está se tornando uma também no Brasil, um dos laterais sempre tem mais liberdade para apoiar. E, no Manchester, esse lateral é Evra, que tem muita força e consegue subir ao ataque e também marcar com muita competência. Evans mostrou fragilidades, mas devemos lembrar que o titular é Rio Ferdinand, assim como Foster é o arqueiro até a volta de van der Sar.

A linha no meio-campo formou-se com Antonio Valencia pela direita, Darren Fletcher e Paul Scholes pelo centro e Nani (Luís Carlos Almeida da Cunha) pela esquerda. Não podemos falar que os jogadores centrais dessa linha são volantes porque chegam à frente e fazem a armação de jogadas pelo centro do campo, além de arriscarem tiros de fora da área, com frequência. Dos dois, Fletcher é o mais defensivo. Nani é muito rápido e habilidoso, chega ao fundo e entra em diagonal pelo meio do ataque. Valencia faz mais jogadas pelo fundo, mas também entra em diagonal.

No ataque, Wayne Rooney e Dimitar Berbatov trocam de lado muitas vezes durante o jogo, mas Rooney aparece com mais frequência vindo em diagonal a partir da esquerda, como segundo atacante. Berbatov é o centroavante, com menos vigor físico e mobilidade que Rooney, e fica mais fixo na área.

Leia também:

Esquema tático do Wigan.

Esquema tático do Liverpool.

Esquema tático do Tottenham.

Esquema tático do Milan. Jogo contra o Siena.

Esquema tático do Atlético de Madrid.

Esquema tático do Panathinaikos.

Esquema tático do Real Madrid. Jogo contra o Rosenborg.

Esquema tático do Real Madrid com Kaká e Cristiano Ronaldo.

Esquema tático da Internazionale de Milão. Primeira rodada do Campeonato Italiano.

Esquema tático do Milan. Pré-temporada 2009/2010.

VÍDEO: análise do esquema tático do Barcelona.

VÍDEO: Esquema tático do Manchester United.

Análise tática do Manchester United Campeão Inglês 2009.

Análise tática do Barcelona Campeão Espanhol 2009.

Análise tática da Internazionale de Milão Campeã Italiana 2009.

Análise tática do Wolfsburg Campeão Alemão 2009.

VÍDEO: Animação gráfica com as variações táticas da Holanda de 74.

ESQUEMAS CLÁSSICOS. Holanda 2 x 0 Uruguai. Análise tática.

ESQUEMAS CLÁSSICOS. VÍDEO: Análise tática da Seleção Brasileira da Copa de 1982.

INTERATIVO: Esquema tático da Seleção Brasileira de 1982. Análise tática interativa.

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More