Esquema tático do Liverpool

O Liverpool perdeu do Tottenham por 2 a 1, em Londres, pela primeira rodada do Campeonato Inglês 2009/2010, jogando no 4-4-1-1, com uma linha no meio-campo e um meia-atacante chegando ao ataque para auxiliar o atacante Fernando Torres. No segundo tempo, Rafa Benítez optou por colocar Gerrard como armador recuado, jogando ao lado de Mascherano, e liberar Lucas como meia-atacante e, até mesmo, como atacante num 4-2-2-2.

Análise tática

O Liverpool atuou num 4-4-1-1 ou 4-2-2-1-1, já que seus volantes saíram pouco para o jogo no primeiro tempo e em grande parte do segundo.



A defesa do Liverpool atuou com Johnson como lateral-direito, Carragher como zagueiro pela direita, Skrtel como zagueiro pela esquerda e Insua como lateral-esquerdo. No segundo tempo, os zagueiros inverteram as posições e, machucado, Skrtel foi substituído por Ayala. Insua só apareceu no ataque no segundo tempo porque, no primeiro, tentou, sem muito sucesso, marcar o meia Lennon do Tottenham. Johnson, por outro lado, foi um lateral mais ativo no apoio e levou perigo à meta adversária, tanto que sofreu um pênalti.

O meio-campo em linha contou Kuyt aberto pela direita, Lucas e Mascherano (trocaram de lado constantemente) como volantes centrais e Babel aberto pela esquerda. Todos estavam pouco inspirados e produziram pouco. Gerrard foi o elo entre a linha de meio-campo e o atacante Fernando Torres, aparecendo muitas vezes como segundo atacante. Babel e Corluka se marcaram, se anularam e ambos não fizeram praticamente nada. Kuyt tentou algumas inversões com Gerrard, mas pouco produziu. Os volantes não apareceram para armar, erraram muitos passes e marcaram mal. Aliás, Lucas está tendo chances e não apresenta futebol para ser titular desde a temporada passada. Mascherano, embora muito esforçado, também jogou mal.



No ataque, Fernando Torres foi o único atacante, mas contou com o auxílio de Gerrard, que chegava de trás. Gerrard, aliás, jogou melhor no segundo tempo, quando foi armar a equipe recuado, ao lado de Mascherano. Fez bons lançamentos e melhorou o toque de bola da equipe no meio.

No segundo tempo, perdendo de 2 a 1, o Liverpool apresentou um 4-2-2-2, com Benayoun como meia-atacante entrando em diagonal pelo centro a partir da esquerda e Lucas como meia-atacante, e às vezes como terceiro atacante, atrás de Voronin (esquerda) e Torres (direita). Conforme já dissemos, Gerrard foi atuar como armador ao lado de Mascherano, e os laterais subiram mais vezes para apoiar.

Leia também:

Esquema tático do Real Madrid com Kaká e Cristiano Ronaldo.

Esquema tático do Tottenham.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

Anônimo disse...

oi? Insua???? E F. aurelio, Cadê?
E mais grave, riera, cadê? Falha gravíssima esta!
E... Ayala??????? Este não é o Ayala argentino! É um puto de 18 anos!!
E no segundo esquema táctico não ter o Kuyt é quase o mesmo que não ter o Gerard!

Esquemas táticos disse...

As análises do Esquemas Táticos são feitas a partir de jogos específicos. Não fizemos a análise do time "ideal" do Liverpool, mas da observação de Liverpool x Tottenham, como foi dito no início do texto.

O segundo desenho refere-se ao segundo tempo do jogo após as alterações promovidas por Rafa Benítez.

Abraços e volte sempre.

Anônimo disse...

Vc ñ prefere chamar esse esquema do liverpool de 4-2-3-1 em vez de 4-4-1-1 ahh, pra vc os melhores comentaristas de tática da tvsão pvc e calçade

NEWSLETTER DO ESQUEMAS TÁTICOS

Receba a Carta Tática, Newsletter do site Esquemas Táticos com atualizações e informações exclusivas gratuitas