Esquema tático do Corinthians

O Corinthias sagrou-se campeão neste domingo, após empatar com o Santos em 1 a 1, mostrando diversas variações em seu sistema tático. É um 4-2-3-1, que varia para 5-3-1-1, 4-3-3 e para um 3-4-3. Isso porque nenhum esquema tático inteligente deve ser estático. Mas deve contar com jogadores que tenham condições técnicas e físicas para executar funções diferentes durante o jogo. No caso do Corinthians, destaco dois jogadores-chave: Jorge Henrique e André Santos.

O sistema defensivo



Na semana passada, eu já havia salientado que o Corinthians, quando se defendia, utilizava até cinco jogadores na linha defensiva. Hoje, depois dos 40 minutos do primeiro tempo, após o Santos ter retomado a posse de bola, a TV mostrou claramente o técnico Mano Menezes fazendo um gesto com a mão para seus jogadores indicando para que eles, aparentemente, formassem uma linha de cinco.

Sem a bola, a defesa do Corinthians é formada por cinco jogadores (da direita para a esquerda): Jorge Henrique, Alessandro, Diego (Chicão não jogou por estar suspenso), William e André Santos.

No primeiro jogo da final, Morais entrou no lugar de Dentinho e formava o trio de volantes. Com a volta de Dentinho, percebe-se claramente que ele volta como volante pela esquerda, paralelamente a Elias, e Cristian fica um pouco mais recuado. Douglas fica à frente dos volantes e Ronaldo como único atacante.

O sistema ofensivo



Com a bola, o Corinthians adota outra postura. Alessandro vai para a lateral-direita, Jorge Henrique e Dentinho colocam-se como pontas abertos, embora Jorge Henrique um pouco menos. André Santos assume a função de ala pela esquerda e, quando avança para o ataque, Dentinho guarda a ala. André Santos funciona como um elemento surpresa em suas subidas ao ataque, fechando em diagonal para dentro da área adversária. Tanto que ele chega para marcar o gol de empate do Corinthians no primeiro tempo.

Leia também:

VÍDEO: Esquema tático do Corinthians.

Análise tática de Botafogo x Corinthians.

Análise tática de Santos x Corinthians - 1º jogo da final do Paulistão.
Share on Google Plus

Sobre Esquemas Táticos

Marcelo Costa, jornalista e mestre em Sociologia. Editor do site Esquemas Táticos e do Esquemas Clássicos (www.esquemasclassicos.blogspot.com).
    Blogger Comment
    Facebook Comment

4 comentários:

Lourival José disse...

Grande amigo, o seu link já está no Futebol-Resultados, um grande abraço e sucesso!

Bruno disse...

Parabéns! muito bom o seu blog! ótima análise do Corinhtians!

Esquemas táticos disse...

Obrigado Lourival e Bruno. Voltem sempre e opinem à vontade. Abraços.

luis flavio disse...

Interessantissimo ter analises táticas com conceitos fáceis de assimilar. Ressalto ainda que o Sao Paulo, atraves das subidas de Junior Cesar, tenta ter uma válvula de escape como o Corinthians tem, atraves de Andre Santos. Porém a falta de cobertura adequada, aliada a má fase de um conjunto todo, faz com que o lateral fique oprimido e temeroso em fazer esse avanço.